NA MÍDIA

Jornal do Commercio - Imveis

Tudo pronto na entrega Para conquistar os clientes, as construtoras entregam os edifícios com toda a área de lazer decorada e equipada. O custo é dividido entre os moradores

Uma das novas tendências do mercado imobiliário para agradar os clientes é entregar o empreendimento com todos os espaços de lazer e serviços mobiliados e equipados. A iniciativa traz mais comodidade para os novos moradores e o custo, dividido por todos, é incluído no valor total do imóvel. “É um comportamento de mercado. Algumas empresas estão utilizando essa prática para superar a concorrência”, explica o presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Pernambuco (Ademi), Marcello Gomes.
Uma das vantagens que a entrega pronta dos ambientes do edifício proporciona é o fato de os moradores não precisarem fazer várias reuniões de condomínio para definir como as áreas serão decoradas e equipadas. Muitas vezes, essa escolha demora porque os condôminos não concordam com um só estilo e com o custo da intervenção. “Os moradores aprovam a iniciativa. O prédio é entregue todo pronto. Isso evita várias reuniões para decidir o que fazer”, informa o diretor da Hábil Engenharia, Fernando Cabral. Segundo ele, a construtora já entregou vários empreendimentos mobiliados e vai fazer isso também com o Manguinho Residence, edifício que está em fase de acabamento e fica no bairro das Graças.
A decoração e os equipamentos que são entregues junto com os prédios devem estar descritos com detalhes no contrato assinado entre o cliente e a construtora. O comprador paga mais pela mobília e deve saber de antemão como ela será feita. “Com a tendência de condomínio clube, cada vez mais os edifícios estão sendo entregues com os equipamentos de lazer prontos”, informa a superintendente comercial e de marketing da Queiroz Galvão, Carol Boxwell. Nos projetos de condomínio clube, as áreas de lazer são completas e trazem vários espaços diferenciados como pequenas salas de cinema, spa com hidromassagem e diversos playgrounds para crianças de todas as idades.
O custo da mobília da área de lazer é dividido entre os moradores e nas parcelas pagas pelo imóvel. “Não é nada significativo mediante o custo total da obra. Tudo é diluído para os clientes. Acho que representa algo em torno de 1% do valor do imóvel”, calcula o gerente de Marketing da Moura Dubeux, Tony Vasconcelos.
Mesmo com a nova tendência, muitos imóveis são entregues sem mobília. Isso acontece nos casos de empreendimentos erguidos no sistema de condomínio fechado, de alto padrão e com apartamentos que custam acima de R$ 400 mil. “ Em produtos de alto padrão a gente não faz isso, o cliente é quem escolhe o que vai ser”, diz Vasconcelos. Para Marcello Gomes, a iniciativa também não é viável em casos de imóveis econômicos voltados para a baixa renda.



Outras Notícias


NEWSLETTER
Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades da Hábil.
Cadastrar
Rua Jornalista Paulo Bittencourt, 155/505 Derby, Recife PE 52010-260 - (81)3231-3908 / (81) 3423-2751